• jul14

    Carta sobre a saúde LGBTI+ e a pandemia de Covid-19 na revista Sexualities

    Richard Miskolci e Pedro Paulo Gomes Pereira escreveram com Marcos Signorelli, Rodrigo Moretti, Daniel Canavese e Mauricio Polidoro uma carta sobre as especificidades de saúde da população LGBTI+ durante a pandemia de Covid-19. O documento foi publicado na revista “Sexualities”, reconhecida publicação internacional da área.

    Os autores chamam a atenção para diversos pontos, como a falta de diretrizes dos sistemas de saúde da maioria dos países latino-americanos na coleta e monitoração de dados epidemiológicos sobre este segmento assim como a promoção de serviços sem discriminação e estigma.

    A carta-artigo está disponível (para quem tem acesso às publicações da Sage) no endereço: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/1363460720942016

  • jun17

    Coordenador do Quereres defende Titularidade

    Na manhã do dia 17 de junho de 2020, o Prof. Dr. Richard Miskolci defendeu titularidade na UNIFESP.

    Além do memorial, Miskolci também defendeu a tese “Ideologia de gênero: a cruzada moral na esfera pública técnico-midiatizada”.

    A Comissão Especial de Avaliação considerou, por unanimidade, o candidato aprovado para promoção à Classe E, com denominação Professor Titular, da carreira do magistério superior da Universidade Federal de São Paulo.

    A tese será publicada em breve pela Autêntica.

     

    Professor Richard Miskolci promovido a Professor Titular da UNIFESP.

    Comissão Especial de Avaliação para Promoção a Professor Titular – UNIFESP – 17/06/20

  • maio03

    Richard Miskolci analisa o medo da pandemia de COVID-19

    O coordenador do Quereres analisa o medo da pandemia como uma questão sociológica em post publicado na coluna Pandemia, Cultura e Sociedade do blog da Biblioteca Virtual do Pensamento Social. Para acessar o texto clique aqui

  • abr23

    ABRASCO divulga nota sobre saúde da população LGBTI+ durante a pandemia de COVID 19

    O GT Saúde da População LGBTI+ da ABRASCO tem acompanhado as formas de enfrentamento da pandemia pelo mundo e reconheceu iniciativas governamentais em diversas regiões, como a União Europeia, e países, como a Argentina, envolvendo as características desse segmento populacional.

    No Brasil, no entanto, nenhuma medida específica foi tomada pelo governo federal. Assim, o GT redigiu nota técnica enviada à diretoria da Associação Brasileira de Saúde Coletiva. A diretoria prontamente acolheu a demanda de comunicar as autoridades, os especialistas e a sociedade brasileira sobre o silêncio e inação em relação a população LGBTI+ no contexto de emergência de saúde.

    Acesse a nota da ABRASCO com as medidas propostas para lidar com as especificidades de saúde da população LGBTI+ durante a pandemia do SARS-COV 2:

     

  • mar18

    Artigo analisa como a AIDS mudou o desejo homossexual

    Artigo recém-publicado na revista Ciência & Saúde Coletiva analisa a transformação na economia do desejo homossexual causada pelo impacto cultural da epidemia de AIDS.

    O texto resulta da pesquisa de mestrado de João Paulo Ferreira, orientada por Richard Miskolci. Juntos sintetizaram os achados da dissertação comparando os anúncios de busca de parceiros da virada entre os anos 1970 e início dos anos oitenta no jornal O Lampião da Esquina aos publicados contemporaneamente em um aplicativo de busca de parceiros do mesmo sexo.

    Leia o artigo no Scielo clicando aqui

  • jan25

    Pesquisadorxs analisam resolução do CFM sobre cuidado das pessoas trans

    Especialistas analisam a resolução 2.265, de 20/09/19, do Conselho Federal de Medicina, publicada em 09 de janeiro de 2020 referente ao cuidado de pessoas trans: ANÁLISE DA RESOLUÇÃO 2265

  • nov11

    Jorge Machado e Richard Miskolci analisam o papel das redes sociais na política

    Em “Das Jornadas de Junho à Cruzada Moral: o papel das redes sociais na polarização política brasileira”, Jorge Machado (USP) e Richard Miskolci (UNIFESP) analisam como as plataformas de socialização online modificaram a agência política e a própria vida nacional.

    O artigo, resultado da articulação de pesquisas dos dois investigadores, foi publicado na revista Sociologia e Antropologia (UFRJ) em seu v.9 n.3 (out. a dez., 2019).

    Também está disponível para download aqui na biblioteca do Quereres.

  • jun27

    GT Saúde da População LGBTI + é lançado na UNIFESP

    No dia 25 de junho de 2019, foi lançado na UNIFESP o GT Saúde da População LGBTI + da ABRASCO (Associação Brasileira de Saúde Coletiva).

    O Quereres foi parceiro na proposta que levou à criação do GT e seus coordenadores – Pedro Paulo Gomes Pereira e Richard Miskolci – são membros dele.

    O GT Saúde da População LGBTI+ surgiu da iniciativa de profissionais das Ciências Sociais e Humanas em Saúde especializados na temática e sintonizados com demandas sociais envolvendo este segmento cujo direito à saúde integral está longe de ser alcançado. Objetiva incentivar e articular iniciativas de pesquisa que permitam ampliar e aprofundar a coleta de dados empíricos sobre os problemas de saúde que mais atingem lésbicas, gays, bissexuais, travestis, pessoas trans, intersex e outrxs.

    O evento de lançamento contou com mesas com a participação dos coordenadores do GT Marcos Signorelli (UFPR) e Daniel Canavese (UFRGS), além de Mauricio Polidoro e Rodrigo Moretti.

    Também participaram Maria Amélia Veras e Ariadne Ribeiro.

    A mesa de abertura contou com a coordenação do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da UNIFESP e da PROEC-UNIFESP.

    Mais detalhes sobre o GT podem ser encontrados no seguinte link do site da ABRASCO:

    https://www.abrasco.org.br/site/outras-noticias/institucional/saude-da-populacao-lgbti/39230/

    Abaixo um registro do final do evento.

    Lançamento GT Saúde da População LGBTI + da ABRASCO na UNIFESP 25/06/19

     

     

     

  • jun12

    Lançamento do Debate Educação e Saúde em Disputa e do GT Saúde da Pop LGBTI

    No próximo dia 25/06/19, às 9h da manhã, será lançado o debate Educação e Saúde em Disputa: movimentos anti-igualitários e políticas públicas da revista Interface – Comunicação, Saúde, Educação.

    Organizado por Richard Miskolci e Pedro Paulo Gomes Pereira, o debate é aberto por um artigo dos coordenadores do Quereres, ao qual se seguem discussões de Mario Pecheny (Univ. de Buenos Aires), Keila Deslandes (UFOP), Wandeson Flor do Nascimento (UnB) e Luma Nogueira de Andrade (Unilab) e, por fim, a réplica de Miskolci e Pereira.

    Também será lançado o GT Saúde da População LGBTI+ da ABRASCO, iniciativa coletiva que contou com o apoio do Quereres.

    O evento acontecerá no Campus São Paulo da UNIFESP, na Vila Clementino, com fácil acesso pelo Metrô Hospital São Paulo (linha lilás).

    Auditório Nylceo Marques de Castro (Anf. C) do Edifício Octávio de Carvalho.

    Abaixo o vídeo-convite do evento com a composição das mesas/participantes:

     

  • maio28

    Lançamento de “Queer in the Tropics” na UNIFESP

    No dia 15 de maio de 2019, dia de luta pela educação no Brasil, Pedro Paulo Gomes Pereira deu aula pública na UNIFESP sobre seu novo livro: Queer in the tropics – Gender and Sexuality in the Global South.

    O evento também marcou o lançamento do livro no Brasil contando com a presença da coordenação do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da UNIFESP, da pró-reitoria de extensão e cultura, estudantes e interessadxs nos temas.

    Com prefácios de Judith Butler e Richard Miskolci, a obra consolida mais de 20 anos de pesquisas de Gomes Pereira sobre saúde, gênero e sexualidade no Brasil, com especial atenção aos itinerários de saúde alternativos de portadores do HIV e travestis.

    Veja os detalhes do livro no site da Springer clicando aqui

    Veja algumas fotos do evento:

    Richard Miskolci e Pedro Paulo Gomes Pereira

    Pedro Paulo Gomes Pereira