0

Gênero, sexualidade e diferenças: normas e convenções sociais na fronteira Brasil-Bolívia

Responsável: Tiago Duque (Professor Adjunto de Sociologia da UFMS – Campo Grande – e Pesquisador Associado ao Quereres)

Resumo: Este projeto pretende analisar, na perspectiva sócio-antropológica, os processos de normatizações e das convenções sociais na fronteira Brasil-Bolívia, a partir, principalmente, das questões de gênero e da sexualidade, sem deixar de considerar outros marcadores sociais da diferença, como classe, raça/etnia, idade, região e religião. A metodologia utilizada neste estudo é a etnografia, envolvendo entrevistas e observações participantes off-line e on-line/através de mídias digitais, sem tomar, contudo, essas duas realidades como algo em separado. Do ponto de vista teórico-metodológico, as análises seguem uma rede de autores pós-estruturalistas feministas, pós-coloniais e, especialmente, queers. Entre outros pontos, se espera como resultado desse estudo a possibilidade de apresentar dados finais que contribuam para o alargamento das noções de humanidade, o que, certamente, poderá favorecer a ampliação de direitos.

Palavras Chaves: Gênero; Sexualidade; Fronteira