0

O uso do crack como problema de saúde pública e o programa De Braços Abertos

Responsável: Pedro Paulo Gomes Pereira (Professor Livre Docente do Departamento de Medicina Preventiva/Pós-Graduação em Saúde Coletiva – UNIFESP)

O crack é um importante problema de saúde pública. Uma série de políticas públicas procuraram dar conta das cracolândias. Essas políticas, muitas vezes, seguiram abordagens marcadas pela guerra às drogas ou tolerância zero. No entanto, tratar o problema das drogas como questão de saúde pública não restringe o problema ao campo da segurança pública, mas põe foco sobre os danos associados ao uso destas substâncias. O programa De Braços Abertos da Prefeitura do Município de São Paulo é a primeira política de saúde pública de grande porte a abordar o uso de drogas pela população mais desassistida, nos locais onde esse uso ocorre, sob uma perspectiva de redução de danos. Este projeto propõe compreender as mudanças provocadas palas diversas ações promovidas pelo De Braços Abertos. Tem como objetivo descrever, entre beneficiários do programa DBA, os padrões de uso do crack e os fatores preponderantes na maior ou menor autorregulação do uso (tais como: disponibilidade da droga, estrutura de vida, rituais e regras). Para tanto, buscaremos desenvolver uma etnografia, por meio de observação participante, entrevistas e acompanhamento da vida cotidiana.