0

Artigos sintetizam resultados da pesquisa sobre percepções de profissionais de saúde

Os resultados da pesquisa Percepções de Profissionais de Saúde sobre Direitos Sexuais e Reprodutivos na Cidade de São Paulo coordenada pelo Prof. Dr. Richard Miskolci saíram em artigos publicados recentemente na Sexuality Research and Social Policy, na Revista Sociedade e Estado e na Ciência e Saúde Coletiva.
A partir da análise das entrevistas feitas com especialistas das regionais de saúde e com gerentes, médicos/as, enfermeiros/as e técnicos/auxliares de enfermagem, o primeiro artigo analisa as relações entre o perfil sociodemográfico dos profissionais e suas percepções sobre demandas de saúde de mulheres e pessoas LGBTI+, o segundo identifica e discute o regime de visibilidade que delimita o acesso dessa população à atenção básica e o último discute, em diálogo com outras pesquisas, os desafios da saúde LGBTI+ no Brasil.
A investigação foi financiada pela FAPESP (Proc. 2018/09642-9) e aprovada pelos comitês de ética em pesquisa da UNIFESP e da Secretaria Municipal da Saúde (Proc. 92186618.3.3001.0086/Parecer 4.842.078).
Os artigos foram redigidos com o Prof. Dr. Pedro Paulo Gomes Pereira, também docente do PPGSC da UNIFESP e coordenador do Quereres – Núcleo de Pesquisa em Diferenças, Direitos Humanos e Saúde.
Os textos podem ser acessado pelos seguintes links:

Sexual and Reproductive Health and Rights: Sociodemographic Profile of Primary Healthcare Professionals in the City of São Paulo and Their Perceptions on the Issue

Between visibility and listening: access of the LGBTI+ population to primary healthcare

Desafios da saúde da população LGBTI+ no Brasil: uma análise do cenário por triangulação de métodos