Richard

Richard Miskolci

Professor Titular de Sociologia do Departamento de Medicina Preventiva da UNIFESP e pesquisador do CNPq, é membro do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (UNIFESP). Foi coordenador adjunto da área de Sociologia na CAPES entre 2014 e 2018.

Coordenador do Quereres – Núcleo de Pesquisa em Diferenças, Direitos Humanos e Saúde (UNIFESP). Doutor em Sociologia pela USP (2001), fez estágio sanduíche na Universidade de Chicago, e desenvolveu estágios sêniores, com bolsa FAPESP, na Universidade de Michigan, em 2008, e na Universidade da Califórnia, em 2013.

É membro da Sociedade Brasileira de Sociologia e  da International Sociological Association, onde atua no Research Committee 07 Futures Research e no Work Group Digital Sociology. É parecerista do CNPq, da CAPES, da FAPESP, da FAPERJ, do FONCyT (Argentina) e de diversos periódicos na área de ciências sociais.

Seu livro mais recente é Batalhas Morais: política identitária na esfera pública técnico midiatizada (2021).

Sua linha de pesquisa atual é sobre desinformação em saúde compreendida como resultado de formas sistemáticas ou não-intencionais de produção e divulgação de informações cientificamente não-comprovadas, imprecisas ou falsas que impactam a saúde das populações. Propõe o uso de diferentes materiais e métodos para pesquisa, como levantamento de dados empíricos que envolvem, por exemplo, a coleta sistemática de documentos que circulam pelas mídias (profissionais ou não), medidas governamentais e afins para análise sociológica.
Propõe inserir o fenômeno contemporâneo da desinformação em saúde em uma perspectiva histórica que reconhece suas origens e manifestações anteriores de maneira a lançar luz sobre o que há de novo na esfera pública sob hegemonia das redes sociais digitais. Portanto, une fontes históricas à sociologia digital e à comunicação política na criação de um enquadramento analítico atualizado capaz de dar conta do fenômeno em suas formas atuais.
Dentre os diferentes braços da pesquisa destacam-se a análise da forma como os órgãos profissionais de imprensa abordaram os conflitos em torno dos meios de atuação da área de saúde durante a pandemia de Covid-19, a emergência reações coletivas contra medidas cientificamente embasadas de prevenção, grupos antivacinas, identificação e estudo de grupos de interesse que criam e disseminam desinformação em saúde, as relações entre comunicação e saúde coletiva, efeitos e limites da divulgação científica no que se refere a questões de saúde, formas de combate à desinformação e iniciativas social e cientificamente responsáveis de comunicação em saúde.

Currículo Lattes

Página de Richard Miskolci no Google Acadêmico

Página de Richard Miskolci no Academia.edu